CISTO NO OVÁRIO

Toda a informação sobre cistos (quistos) nos ovários

Cura Natural do Cisto no Ovário

Pin It
Medicina herbal para uma cura natural

É bastante comum as mulheres desenvolverem cistos ovarianos (quistos ováricos, em português europeu) em determinada altura da sua vida. Quando o médico nos comunica que possuímos algum cisto nos ovários, normalmente aconselha-nos tratamentos segundo métodos da medicina convencional. Contudo, muitas mulheres em todo o mundo preferem métodos de cura natural como opção segura, não agressiva e eficaz de tratamento e resolução do problema.

Neste artigo apresentamos diversas alternativas naturais, de eficácia comprovada.

Remédios à base de plantas (remédios herbais, fitoterapia)

Os remédios herbais jogam um papel muito importante no que diz respeito a métodos naturais de tratamento e cura dos cistos ovarianos. O método praticado pelos profissionais herbalistas pretende devolver a harmonia e equilíbrio ao corpo da mulher, pois consideram que os cistos no ovário são consequência de desiquilíbrio hormonal.medicina herbal

São utilizadas diversas variedades de plantas, bem como ervas para limpeza do fígado.

Recomenda-se que estes suplementos naturais à base de plantas sejam tomados durante um período mínimo de seis semanas, para serem eficazes.

Plantas normalmente utilizadas no tratamento e cura dos cistos (quistos) ovarianos:

Consulte um naturopata ou herbalista, que a ajudará a escolher os suplementos naturais mais adequados ao seu caso específico. Informe sempre o seu médico de quais os remédios à base de plantas que está tomando.

Remédios florais de Bach

Os seguintes remédios de essências florais do Dr Bach são por vezes utilizadas em conjunto com outros remédios herbais, no tratamento dos quistos.

  • Floral de Madressilva (Honeysuckle)
  • Floral de Nogueira (Walnut)
  • Floral de Castanheiro Vermelho (Red Chestnut)
  • Floral de Impatiens
  • Floral de Wild Oats

Óleo de rícino (óleo de mamona)

Óleo de rícino (mamona)

óleo de rícino, que é um ácido graxo insaturado (ácido gordo insaturado, em português europeu), vem sendo utilizado durante muitos anos
para tratar uma grande variedade de doenças. Funciona como um tratamento natural para o cisto no ovário devido à sua capacidade para os dissolver. O óleo de mamona ajuda a curar um cisto que se tenha rompido, além de aliviar na dor.

Utiliza-se aplicando o óleo externamente sobre a pele por cima da zona onde o cisto está localizado. O óleo é então absorvido pela pele por via transdérmica, auxiliando a melhorar a circulação e promovendo a eliminação de toxinas.

O óleo de rícino, ou de mamona também é utilizado para promover a diminuição da inflamação no sistema digestivo, bem como para ajudar com problemas de prisão de ventre, fígado e dores de cabeça.

Não se recomenda a sua aplicação se o cisto que tem é cancerígeno. Também não deverá ser utilizado durante a gravidez e a menstruação.

Dieta

Roda dos alimentos

A dieta exerce uma forte influência no desenvolvimento dos quistos ovarianos, bem como na possibilidade de eles se tornarem cancerosos. Estudos efetuados demonstraram que os alimentos ricos em hidratos de carbono ou em estrogênio são grandes responsáveis. Quando comemos ganhamos peso em virtude de consumirmos dietas ricas em hidratos de carbono, as células gordas tendem a armazenar estrogênio. Além disso, uma dieta rica em carboidratos pode causar sérios estragos em virtude dos seus níveis de insulina. Excesso de insulina e de estrogênio está associado com o desenvolvimento de quistos nos ovários

Muitos dietistas defendem que reduzir significativamente ou eliminar os alimentos ricos em hidratos de carbono e estrogênio pode ser benéfico se você tem algum cisto no ovário. Alguns terapeutas aconselham seguir uma dieta vegetariana para ajudar no combate e prevenção dos cistos ovarianos.

Homeopatia e acupumtura

Medicina homeopática e acupuntura são duas técnicas de terapia alternativa que demonstraram uma grande grande eficácia e taxa de sucesso no tratamento dos cistos (quistos) ovarianos.

Pin It
←More from blog

↑ Back to Top